Brinquedos – Venda no comércio local

brinquedo sempre foi o campeão de preferência das crianças quando se fala em presentes. Nada de roupa, perfume ou calçado, é o que indica a pesquisa “O comportamento do consumidor no ato de presentear” (Rio Grande do Sul, 2008).

Aluna do Centro Educacional Infantil Colméias

Criança do Centro Educacional Infantil Colméias

O presente pode ser de caráter utilitário ou hedônico. Compramos presentes pelo prazer de satisfazer o outro, um ritual de caráter emocional, que envolve amor e também a criação de extensões de si mesmo para o outro.

A escolha do melhor presente depende da faixa etária da criança, do sexo, do grau de parentesco do comprador (pai, mãe, tio, avó, amigo), da intensidade de relacionamento, da ocasião e das características de cada personalidade – quem compra e quem recebe.

Levando em conta que é na infância que se desenvolve a base intelectual, emocional e moral dos pequenos, o especialista em marketing para crianças, James U. McNeal (1992) apontou algumas Fases de Socialização da Criança com o Consumo:

1ª Fase de Observação (0 a 2 anos): análise do comportamento dos pais
2ª Fase de Solicitação (2 anos): a publicidade já é um estímulo significativo
3ª Fase de Seleção (3 anos e ½): a memória já tem papel importante para diferenciar o gosto por determinado produto
4ª Fase de Compra Conjunta (5 anos e ½): a criança já é capaz de fazer suas próprias compras com ajuda, pois começa a perceber que a compra pressupõe uma relação de troca que envolve dinheiro.
5ª Fase de Compra Independente (8 anos): criança já é um consumidor independente.

Segundo Leal Fernandes, Diretor de Marketing da Brinquedos Estrela Aires, “O brinquedo é um reflexo da sociedade. Usamos nossa expertise, de 75 anos de mercado, para analisar os rumos comportamentais da sociedade a fim de verificar tendências para o mercado de brinquedos.”

“Visitamos também as mais importantes feiras de brinquedos no mundo para também apurar novidades, práticas e tendências que vêm sendo constatadas em outros países.”, completa Fernandes.

O presente tem um significado simbólico de afeto. Os adultos buscam presentes educativos ou que estimulem a criatividade e o desenvolvimento da criança, preferencialmente com opções contemporâneas capazes de refletir a personalidade da criança. É o que indica a pesquisa “The gifts we give for children”, feita em 2008, na Nova Zelândia. Estudo que corrobora o caráter social de que o ato de presentear tem a ver com relacionamento do que qualquer outra coisa.

– See more at: http://www.sorttie.com.br/marketing/dia-criancas-provoca-crescimento-15-venda-brinquedos#sthash.mJL2eo0z.e6U8nskZ.dpuf

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s